TRANSFORMAREI O LAMENTO DELES EM JÚBILO

Evangelização

TRANSFORMAREI O LAMENTO DELES EM JÚBILO

Com certeza você já sentiu tristeza em seu coração. Os motivos podem ser diversos: perdeu o emprego, esqueceu um compromisso importante, uma pessoa querida deixou-o, ou talvez simplesmente algo não esteja indo como planejado. Não é errado sentir-se assim. DEUS não nos recrimina por causa da nossa tristeza. Não precisamos estar o tempo todo sorridentes, como se nada nos abalasse. Se você tem motivos para chorar, não esconda seus sentimentos diante do Senhor DEUS.

O texto lido nos remete a uma promessa de DEUS ao povo de Judá, feita numa época em que este estava ameaçado de perder tudo o que tinha. Uma parte do povo tinha sido deportada para uma terra estranha e Jerusalém estava na iminência de ser sitiada por exércitos estrangeiros. Não havia motivos para alegria: o povo estava dominado pela angústia do que aconteceria no dia seguinte, pela dor das perdas na guerra e pela expectativa de uma vida ainda mais difícil no cativeiro.

Eles não conseguiam ter esperança. De onde viria o socorro? Por que DEUS não estava fazendo algo? Na sua angústia e tristeza, você pode ter feito estas perguntas também. DEUS não nos promete uma vida sem tristezas, problemas ou dificuldades. Ele garante que será o nosso DEUS “”Naquele Tempo”, diz o SENHOR, “serei o DEUS de todas as famílias de Israel, e eles serão o meu povo” (versículo 1) e estará ao nosso lado em todos os momentos. Ele nos conduz em meio a consolação (9; como um pastor cuida de cada um de nós (v10) e reúne todos os que sofrem (v8) para ajuda-los.

Quem crê em JESUS CRISTO e entrega sua vida a ele pode ter a certeza de que o Senhor transformará seu lamento em alegria, como prometeu ao povo naquela situação (veja o versículo em destaque). Ele nos dará o consolo verdadeiro, fortalecendo-nos e mostrando novas perspectivas para recomeçar. Ele é quem trará aos nossos corações motivos para louvá-lo e adorá-lo em todos os momentos, tristes ou felizes.

A alegria que vem de DEUS não depende das circunstâncias.

/ Evangelização

Compartilhe este Post

Sobre o Autor

Comentários

Ainda não tem comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *